Psicologia esportiva ajuda atletas a melhorar rendimento e alcançar o pódio

SETEMBRO AMARELO | O trabalho adoece?
9 de setembro de 2019
Novembro azul | O preconceito que custa caro
6 de novembro de 2019

Psicologia esportiva ajuda atletas a melhorar rendimento e alcançar o pódio

Créditos: Myriam Albertuni

Você já ouviu falar em Psicologia Esportiva?

O acompanhamento psicológico visando a prática esportiva busca avaliar as características do atleta (fatores psicológicos como ansiedade, motivação, expectativas e características da personalidade), a modalidade de esporte escolhida, bem como metas futuras aumentando as chances de sucesso.

Na prática de atividades esportivas alguns objetivos pretendidos não são alcançados por alguma dificuldade emocional, juntamente com metas mal delineadas. Nos esportes de alto rendimento, são avaliados a modalidade esportiva escolhida, os objetivos nos treinos e provas futuras. Além disso, também é levado em conta as características da personalidade do atleta que irão colaborar ou prejudicar no processo de treinamento e competição. 

Atualmente, a psicóloga da Sagicon Sandra Mara Duarte Pierozan realiza as sessões de  Ketny Caroline Lima Silva, com foco no desempenho de alta performance. Ketny é lutadora de K1 e estreou na Curitiba Top Fight – 12ª edição – dia 26 de outubro – na categoria de MMA Amador, saindo-se vitoriosa.

psicologia esportiva

Ketny Caroline Lima Silva, casada com o professor de artes marciais Saulo Silva, e mãe da Alice, de 9 meses. Créditos: 1º Round.

A atleta iniciou nas artes marciais em 2014, com 15 anos de idade, lutando Muay Thai em uma academia próxima à sua antiga residência. “Meu objetivo inicial era desenvolver a autodefesa para proteger minha mãe e a mim das agressões que sofríamos em casa”, lembra a atleta. Após 4 meses de treino, seu professor reconheceu seus esforços diários e evolução e logo ela estreou na competição amadora.

Ketny, já nas primeiras lutas, teve uma sequência de 12 vitórias seguidas, mais de 40 lutas amadoras e a conquista de 3 cinturões em eventos consagrados como a Copa Strikers House, Copa Tanoshi de Muay Thai e Face The Danger. Antes de se tornar atleta profissional, a atleta também participou da seletiva para o WGP (maior evento da América Latina de kickboxing), realizado em São Paulo. 

psicologia esportiva

Créditos: 1º Round.

Depois de 4 lutas profissionais de kickboxing, hoje Ketny treina jiu-jítsu, onde obteve resultado positivo já na primeira luta de MMA Amador. “Entre meus treinos diários na academia Contini Fight, sob a supervisão do mestre Luciano Contini e do professor Saulo Silva, obtive o conhecimento necessário para competir, Mas após o meu acompanhamento  psicológico com a Sandra Pierozan, consegui um rendimento nunca alcançado em minha carreira até o momento”, conta atleta. “Foi um desbloqueio da minha mente e a Sandra conseguiu me ajudar a entender como minha mente ia me conduzir nos momentos que viriam. Passei a entender os meus sentimentos e perceber o momento que eu poderia agir. Na luta anterior eu não estava preparada para a adversária mudar o jogo e para essa última luta eu estava preparada para qualquer circunstância, tanto fisicamente quanto psicologicamente”, completa.

psicologia esportiva

Psicóloga Sandra Pierozan em seu consultório com a atleta Ketny Sillva.

Aliando a psicologia ao foco nos treinos, este trabalho auxilia na resolução de muitos enigmas que pairam na cabeça dos atletas, desenvolvendo o autoconhecimento e melhor desempenho. Está precisando se desbloquear para alguma competição e situação determinante da sua vida? Conte comigo, agende sua consulta:  41 99966-4522 ou https://whats.link/sagicon